Diamantes com Estórias está patente no Museu do Quartzo em Viseu, esta exposição promovida pela Tavares em 2018 tornou-se itinerante, tendo estado anteriormente no Museu de Geologia Fernando Real da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, onde obteve o maior sucesso, em particular, no seio do mundo académico.

Agora, no Museu do Quartzo em Viseu pode de novo apreciar réplicas dos mais importantes diamantes do mundo, suas estórias e curiosidades, e conhecer alguns episódios da história universal associados a estas preciosidades.

Uma exposição fascinante que tem tido muitos visitantes o que nos deixa bastante honrados.

A Tavares reforça assim a sua visão estratégica de partilha e disseminação do saber junto das comunidades.

Fica o convite para visitar esta exposição única em Portugal!

Celebrar a essência da joalharia, deste nosso precioso legado, como símbolo de um valor eterno e intemporal. Um valor que atravessa o tempo e acompanha gerações. As joias contam histórias. Acompanham memórias. E aguardam pelas novas estórias que estão por vir.

Este é mote para mais uma exposição promovida pela Tavares, neste percurso cada vez mais perto do centenário. Ourivesaria e Joalharia – Embaixadoras de Valores Eternos patente de Julho a Novembro de 2019 na Galeria Espaço D’Ouro, na Casa Tavares, na Póvoa de Varzim.

Aqui entramos numa cápsula do tempo, revestida com os mais nobres metais e as mais belas pedras preciosas. Uma viagem entre os inícios do século XX até aos nossos dias, numa simbiose entre Ourivesaria, Joalharia e todas as tendências que percorreram o planeta. Diferentes suportes publicitários expostos, com uma linguagem comum e universal: o brilho eterno de uma joia. Tendências perpetuadas pelo tempo, que atravessam idades, sociedades e contextos.

A essência da joalharia aqui novamente celebrada e homenageada pela Tavares. Pretende-se sensibilizar para a valorização e recuperação da joia como um legado, num ciclo eterno e intemporal, que apresenta as joias como testemunhos de passagem do tempo e de ligação entre as gerações. Um elemento presente desde sempre e para sempre. Presente em todas as épocas. Muito mais do que um conceito de moda ou estilo. A sua linguagem ultrapassa a definição do termo acessório Statement, tão utilizado na última década pelos criadores e influenciadores que ditam as tendências, tantas vezes fugazes e efémeras, do lifestyle.

De olhos postos no futuro, mas com o passado, a história, as raízes e a herança de gerações dedicadas à arte sempre presentes, a Tavares continua a alicerçar a sua estratégia de expansão e internacionalização. Este é mais um passo dado, honrando a sua missão e compromisso em manter o nível de prestígio e reconhecimento no setor da Ourivesaria e Joalharia Portuguesa, junto dos seus clientes, mas também continuando a sua política de disseminação de saber junto das pessoas, na partilha com o mundo de toda a singularidade da arte da joalharia.

Não perca esta viagem ao universo da Ourivesaria e Joalharia, num resgate de tendências que nos relembram o investimento seguro e perpétuo que a joia representa, desde tempos imemoriais. Uma tendência que nunca passa de moda e trespassa idades, territórios e épocas. Num ciclo perfeito. Até à eternidade.

Inaugurou no dia 11 de julho, no Museu Gulbenkian a exposição Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho dedicada a uma mulher ímpar na arte e na sociedade portuguesa. A sua obra reflete uma identidade criativa particular e a singularidade da sua vida.

Na Galeria do Museu Gulbenkian sentiu-se a arte e a cultura popular do Minho, que serviu de fonte de inspiração da artista, na região onde passou a infância. Neste ambiente repleto de arte, dedicado a esta mulher forte e independente, foi também possível apreciar as peças de ourivesaria popular da coleção privada da Tavares – uma coleção construída ao longo de décadas e que orgulhosamente a Tavares vê expostas em paralelo com as obras de Sarah Affonso.

Esta belíssima exposição onde ressalta a cor azul cobalto, apresenta obras de pintura, desenho, bordado, cerâmica e ourivesaria, inspiradas na iconografia popular do Minho. Foi em elementos desta região, onde viveu até aos 15 anos de idade, que Sarah Affonso encontrou a inspiração para grande parte da sua obra.

A Tavares – com quase cem anos de existência – associou-se assim a mais um momento de valorização da história, da arte e das memórias que fazem parte do legado do nosso país. Orgulhosamente disponibilizou ao Museu peças de ourivesaria, do espólio da Casa Tavares, com características únicas e particularidades representativas de uma cultura e de uma época.

Sarah Affonso é assim evocada através da beleza da sua obra e de valores eternos, que fazem parte das nossas memórias e da nossa história e que acompanham a obra desta mulher, que marcou uma época e levou com ela – dentro e fora de fronteiras – toda uma inspiração, representativa da cultura do Minho.

Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho estará patente até ao dia 7 de outubro na Galeria do Museu Calouste Gulbenkian.

A Ourivesaria Tavares inaugura hoje dia 12 de fevereiro pelas 18:00 horas, na Galeria Espaço d`Ouro, a exposição:

 

 “O Mistério das Birthstones, da geologia ao fascínio da joalharia.”

 

Uma viagem pelo mundo das pedras preciosas, pela sua expressão criativa e simbologia.

 

Desde a antiguidade que as pedras preciosas fascinam o Homem. O seu valor, beleza e mistério seduzem desde há muito várias civilizações e culturas. Sob este mote, a Ourivesaria Tavares reuniu exemplares de pedras preciosas associadas a cada mês do ano, desde as rochas, passando pelas pedras em bruto, pedras lapidadas e ainda joias que contam com gemas de vários tipos.

 

Para assinalar a inauguração desta nova exposição, a Tavares convida ainda todos os interessados a assistir à conferência  “As pedras preciosas e o Homem para além da ciência”, presidida pelo reconhecido gemólogo Dr. Rui Galopim de Carvalho, pelas 21:30 horas, no restaurante Theatro sito na Póvoa de Varzim.

 

Uma iniciativa com a chancela da Ourivesaria Tavares, neste seu percurso “A Caminho do Centenário”.

 

 

A Ourivesaria
Tavares estará presente na Maison & Objet, em Paris, entre os
dias 18 e 22 de janeiro para apresentar a Baixela
Stellarium,
que explora um novo conceito de
Jewellery
à Table.

Neste evento internacional,
globalmente reconhecido como ponto de referência para o universo do
luxo, na decoração de interiores e design, a Tavares irá expor
peças únicas que reúnem metais nobres e pedras preciosas –
rubis, esmeraldas, safiras e diamantes, trabalhados pelas mãos de
experientes artesãos.

Estas criações resultam em
verdadeiros ambientes mágicos e exclusivos, que a Tavares – quase
a completar 100 anos de existência – apresenta, como mais uma das
provas do trabalho desenvolvido ao longo dos anos, conciliando
tradição, inovação, fiabilidade e experiência.

O primeiro passo para a
internacionalização da Tavares insere-se num projeto conjunto de
internacionalização da AORP e surge após o convite do Covet Group
para, em parceria, estar presente na Maison & Objet.

A “Caminho da
Internacionalização” é o grande desafio que a Ourivesaria
Tavares se propõe realizar nos próximos anos, levando
além-fronteiras as suas criações, que refletem a consistência do
trabalho desenvolvido com o cunho da qualidade e excelência da
Joalharia Portuguesa.

Desde 1922 a caminhar no sentido de comercializar, divulgar e promover a ourivesaria em Portugal, a Ourivesaria Tavares tem vindo a consolidar este seu trajecto através de um caminho de excelência.

A ourivesaria é uma arte ancestral em Portugal com tradição e experiência disseminada através de várias gerações de ourives. Nos últimos anos a ourivesaria reinventou-se adaptando a sua mestria a uma maior diversidade de gostos e preferências de clientes, de novos mercados espalhados por todos os cantos do mundo.

Atualmente, a moda e a ourivesaria são encaradas pelos consumidores como uma extensão da sua personalidade e por isso, buscam quer peças tradicionais quer peças de design contemporâneo ou reinterpretações dos modelos de sempre.

É nesta dualidade tradição/inovação que organizamos esta exposição, que inaugurámos ontem dia 28 de Maio pelas 18:30, na Galeria Espaço d`Ouro da nossa ourivesaria.

A Ourivesaria Tavares abre de novo a sua porta para o receber e dar a conhecer toda a mestria intrínseca a esta arte, em que o ouro é o protagonista principal.

Já inaugurou a exposição “Diamantes com Estórias”, patente na Galeria Espaço d`Ouro, do nosso espaço comercial.

A inauguração no passado dia 6 de Fevereiro contou com a presença do Drº Rui Galopim de Carvalho, que devido à sua formação e experiência na área da gemologia, nos congratulou pelo trabalho exposto.

Aqui, são apresentadas réplicas de alguns dos mais importantes diamantes do mundo, as suas estóriascuriosidades e respectivos factos históricos.

É com muita honra que o convidamos a nos visitar até ao próximo dia 31 de Março 2018.