Foi no passado Sábado dia 22 de Junho, que a Tavares realizou a já 3ª edição do “Arte na Rua”, uma tarde de sol que atraiu muitos clientes e transeuntes ao nº 54 da Rua da Junqueira.

Interessados e entusiasmados, o público foi cativado pelos finos fios de ouro trabalhados pelas mãos de duas mestres filigraneiras, que com minúcia e rigor, demonstraram a técnica da filigrana dando forma ao coração minhoto ou ao relicário, apreciado por todos aqueles que aqui passaram.

A ourivesaria e a ourivesaria portuguesa mais uma vez aqui promovidas, despertando curiosamente o interesse de um público cada vez mais jovem.

A Tavares provoca querendo assim, mostrar o que de melhor se pode realizar por aqui e adianta que no próximo mês é possível contar com uma nova edição desta magnífica iniciativa!

As pratas decorativas e de função da Tavares, associaram-se ao saber do reconhecido biólogo e sommelier de chás, Dr. Luís Mendonça de Carvalho, em dois eventos distintos, na cidade do Porto e da Póvoa de Varzim, cidade berço desta casa a caminho do centenário.

No dia 10 de maio, no Salão Nobre da Sede da AORP, 30 convidados de diferentes setores, assistiram ao curso de chá, centrado na partilha de saber que, no final, se transformou em sabor, num momento de confraternização e apreciação da mítica hora do chá, à volta de uma mesa onde brilhavam as pratas, as esmeraldas – pedra preciosa do mês de maio – e as joias. No dia seguinte, foi a vez do Teatro Garrett ter lotação cheia para a segunda edição do evento.

Durante aproximadamente 3 horas, Dr. Luís Mendonça de Carvalho, conduziu as plateias – interessadas e curiosas – pelas propriedades organoléticas do chá, sua diferenciação, origem, história e todos os rituais associados ao seu consumo. Os serviços de prata que tradicionalmente acompanhavam este ritual nas cortes e casas nobres europeias, desde o século XVII, foi relembrado e ganhou uma nova vida, voltando a estar presente neste afternoon tea, que o recriou, com detalhe e requinte, como dita o protocolo, numa nobre aliança com o conceito inovador criado pela Tavares, Jewellery à Table, já em exposição, ao longo deste ano nas Feiras Maison & Objet em Paris e Isaloni, em Milão.

De olhos postos no futuro, a Tavares continua a alicerçar a sua estratégia de expansão e internacionalização, mantendo o nível de prestígio e reconhecimento no setor da Ourivesaria e Joalharia Portuguesa junto dos seus clientes, mas também continuando a sua política de disseminação de saber junto das pessoas, na partilha com o mundo de toda a singularidade da alma da joalharia portuguesa.

Envolvidos em ambientes de requinte, charme e luxo, a que a Tavares já vem habituando os seus clientes, estes são mais dois eventos que acontecerão em diferentes cidades do nosso país, mas com os olhos postos no mundo. As pratas decorativas e de função criadas nas oficinas da marca, pelas mãos sábias e experientes dos seus mestres artesãos, estarão ao serviço de intensos sabores e aromas para recriar um ritual incontornável da degustação do chá, em duas tardes sensoriais.

A Tavares continua, assim, a alicerçar a sua estratégia de expansão e internacionalização, viajando desta vez até à era dos Descobrimentos, pela rota da Índia e do mundo, de onde nos chegaram as pedras preciosas, a prata, o ouro, as especiarias, o chá, e com a convicção de que a odisseia portuguesa além-fronteiras ainda tem muito mar para navegar.

A Art à Table foi a protagonista da proposta de mesa de Natal exposta ontem, junto à margem do Rio Douro, na majestosa Covet House. Uma mesa plena de requinte e detalhes cravados pelas mãos sábias dos artesãos desta empresa quase centenária, que lançou ao público a sua mais recente criação – A Baixela Stellarium.

Brilho, luxo e magia foram premissas para um dia de Inverno que se tornou quente com a presença de todos os que, numa sala esplêndida, puderam apreciar este conceito proposto pela Ourivesaria Tavares e que marca aquilo que – acreditam – representa a reinvenção da tradição da Art Table, com o toque de inovação, que acompanha a evolução e o futuro da Joalharia Portuguesa, no país e no mundo.

Esta proposta inovadora apresentou, para volúpia dos presentes, uma baixela que envolve metais nobres e pedras preciosas e que compõe a coleção Stellarium exposta numa das mesas exclusivas e imponentes do Covet Group.

Este novo conceito de Jewellery à Table, criado pela Tavares, pretende valorizar a arte manual dos mestres ourives, produzindo peças únicas, que representem a Alma da Joalharia Portuguesa projetada para os mercados globais e pautada pela manualidade, mestria e inovação. O luxo à mesa viveu-se intensamente num momento de partilha e união, quer entre os parceiros – Covet Group e Salpoente – quer entre os amigos e clientes destas empresas nacionais, numa aposta audaz e fascinante.

No passado dia 30 de Junho, promovemos mais uma iniciativa da qual estamos muito orgulhosos.

“Arte na Rua” foi um evento que teve como propósito apresentar ao vivo, a arte da filigrana. Uma técnica que consiste na combinação de dois delicados e finíssimos fios de ouro, ou outros metais, desenhando motivos circulares, espiralados ou em SS, aplicados sobre peças completas (filigrana de aplicação) ou sobre espaços vazios criados num esqueleto da peça (filigrana de integração). Uma técnica sublime, que se caracteriza por um ressurgimento de uma arte outrora popular, que se reinventa, adaptando a sua mestria a uma maior diversidade de gostos e se afirma tão moda nos dias de hoje.

Nesta tarde, muitos foram os entusiastas que passaram pela Rua da Junqueira e que assistiram ao requinte, minúcia e mestria com que duas artesãs apresentaram esta arte milenar, que cativa cada vez mais o público jovem, prova de que a ourivesaria se está a reinventar.

Para nós, este foi mais um momento enriquecedor e motivante, por poder proporcionar momentos únicos que fazem a ligação do público com a essência e a génese da ourivesaria.

Pretendemos assim, continuar a dinamizar o comércio local, criando eventos que sejam aprazíveis quer à nossa rua quer à nossa casa, mantendo a identidade que nos caracteriza, continuando a trabalhar para a excelência neste percurso a “Caminho do Centenário”

A todos os que estiveram presentes, o nosso muito obrigado!

Inaugurada a exposição ” D`Ouro ao Minho”, e com o intuito de proporcionar a todos os presentes outras emoções, organizámos posteriormente uma conferência sob o tema “Ouro Popular – entre as gentes e os adornos”, que teve como oradora a doutora Rosa Maria Mota, (Investigadora do CITAR/Universidade Católica Portuguesa).

Esta decorreu na  sala da Cooperativa de Cultura – A Filantrópica, no dia 28 de Maio pelas 21:30 horas. A plateia esteve repleta de um público entusiasta, que demonstrou ter ficado mais enriquecido culturalmente com a apresentação da investigadora, que falou entre outros pontos, de ouro popular, do ouro e das gentes do mar e da terra, das festas, do valor inatingível do ouro e do ouro popular como património imaterial.

Esta foi mais uma iniciativa que nos deixa orgulhosos e que entendemos que é fundamental para a promoção de uma arte milenar, como é a ourivesaria, e que tanto impacto cria na economia da nossa cidade, na nossa região e no nosso país.

Agradecemos a todos os presentes salientando que o caminho que escolhemos vai ao encontro das vontades de um publico exigente, que reconhece os artesãos portugueses e os seus saberes alicerçando o nosso luxo no seu legado.

Um caminho que fazemos com o propósito “o lucro não é objectivo mas sim uma consequência”

Esta iniciativa realizada por nós no passado dia 6 de Fevereiro, surge no seguimento dos projectos propostos no ano transato que tinham como objectivo atrair mais jovens casais apaixonados à nossa cidade, “Póvoa de Varzim, é bom namorar aqui!”

Apaixonados por jóias e diamantes, aliámos estes últimos ao champanhe e ao chocolate para, nosso entender, proporcionar uma noite de luxo às mais de cem pessoas que estiveram presentes no restaurante “Theatro”, nessa noite.

Sendo os diamantes a principal figura deste evento, foi sobre eles que apresentamos a conferência dirigida pelo prestigiado gemólogo, Drº Rui Galopim de Carvalho, um momento de partilha, onde foram contadas histórias e curiosidades sobre os diamantes.

Gostaríamos de agradecer a todos os presentes, inclusive à chocolataria “Tuaté”, pelos maravilhosos bombons, e ao restaurante “Theatro” pelo espaço e apoio dado.

Orgulhosos de mais esta iniciativa, ambicionamos continuar este caminho, dinamizando e inovando, tornando-nos assim mais fortes e dignos do nosso passado.

Foi com sucesso que terminamos mais uma edição, do nosso showroom especial noivos. Mantemos o desejo de ver casais felizes, dando-lhes todo o apoio e esclarecendo todas as suas dúvidas na hora de adquirirem o seu Anel de Noivado e as suas Alianças de Casamento. Das marcas Wedd, Romantis, Eternis e Bruno M, muitos foram os noivos que escolheram as Alianças dos seus sonhos, para a celebração do seu casamento. Obrigado por confiarem em nós, a vossa satisfação é o nosso sucesso!